Colégio Curso Desafio
Pais Atentos
Os perigos do óleo de cozinha

Os perigos do óleo de cozinha

Um grande aliado que pode virar vilão! Saiba como o óleo prejudica o meio ambiente e de que forma você pode reutilizá-lo.

Por paulo pio

Ele está presente em praticamente todas as famílias. É item obrigatório da cesta básica do brasileiro e, desde muito tempo, tem sido utilizado como ingrediente de 90% dos alimentos consumidos por nossa população. É extraído de diversos vegetais, como a soja, o amendoim, o algodão, e possui um preço muito acessível. Diante desses fatos, podemos dizer que o óleo de cozinha é um dos produtos mais consumidos no mundo.

Mas após a sua utilização, começa um problema em escala global. O que fazer com os resíduos que sobram? Durante muito tempo o homem não atinou para esse grave problema. Hoje, pesquisas apontam que apenas um litro de óleo de cozinha pode contaminar centenas de litros de água pura e causar danos irreparáveis ao meio ambiente.

Danos ambientais

Em lugares onde não existe tratamento eficiente de esgoto, o óleo pode se misturar a rios e mares, ficando sempre na sua superfície e causando a mortalidade de peixes e espécies nativas da região. Por onde passa, causa com frequência entupimento das tubulações e canos e, para resolver esse problema, diversos produtos químicos são utilizados para sua remoção, vindo a causar dois tipos distintos de poluição ambiental.Se for descartado em grande quantidade no solo, o óleo pode também causar impermeabilização e contribuir para enchentes e alagamentos.

Em seu processo de decomposição, o óleo de cozinha libera gás metano, que, além de causar mau cheiro, também se eleva acima na atmosfera, agravando o efeito estufa.

Felizmente, já existem métodos seguros de descarte e reutilização desse importante produto. Após a sua reciclagem, ele pode se transformar em componente para a produção de resinas, tintas, sabão, detergente, glicerina, ração animal e até biodiesel.

Procure informar-se sobre endereços de coleta e descarte desse material na web. Uma sugestão é limpar os resíduos de talheres e pratos com papel toalha e armazenar para a posterior coleta. Mais quantidades devem ser guardadas em recipientes, como garrafas PET ou em galões plásticos seguros. Nesta grave questão ambiental, o “pouco” de milhares de pessoas fará uma grande diferença. O planeta Terra e nossos filhos agradecem!